Causa de Cãimbras - Teoria Eletrolítica

Estudiosos que defendem a teoria eletrolítica afirmam que juntamente à água, perdida com a transpiração excessiva, é liberada uma certa quantidade de eletrólitos necessários ao organismo.

A ausência destes eletrólitos leva a que o tecido muscular se ressinta da falta dos mesmos, reagindo com contrações involuntárias (cãibras).

O sódio e o potássio são os principais eletrólitos que, em deficiência, levam ao aparecimento das cãibras musculares. A explicação fisiológica para isso reside no fato de que a diferença de concentração destes íons entre os meios intra e extracelular é que vai ocasionar o surgimento de potenciais elétricos que ocorrem nas fibras nervosas e musculares, e são estes potenciais elétricos os responsáveis pela transmissão dos impulsos nervosos e pelo controle da contração muscular (Guyton, 1988).

Assim sendo, a deficiência de sódio e potássio geraria distúrbios na formação de potenciais elétricos e consequentemente no controle da contração muscular, o que pode ocasionar contrações espontâneas, as cãibras.


Além de potássio e sódio, acredita-se que a deficiência de outros eletrólitos como o cálcio e o magnésio também seja geradora de cãibras musculares, embora não haja um consenso em relação a isto.

Esta teoria, talvez seja a mais completa em termos de explicações fisiológicas para o surgimento das cãibras musculares. No entanto, pessoas com níveis normais de eletrólitos são acometidas por cãimbras.

Mais sobre:

Veja mais

0 comentários:

Desenvolvimento e Gestão do Blog: Zope Mídia

  © Free Blogger Templates 'Greenery' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP