Receba atualizações por Email

O que nunca que te contaram sobre corrida!

 O Treinador Clandestino - Corrida de Rua

É o que promete contar Danilo Balu* em seu e-book: O Treinador Clandestino.

Balu escreve em co-autoria com os fisioterapeutas Alexandre Dias Lopes e Raquel Castanharo. 

Este não é um livro de treinamento, nem um manual para como bater seus recordes pessoais. O objetivo deste livro é trazer ao corredor (ou mesmo treinadores) questionamentos de dogmas não muito discutidos no treinamento e na prática da corrida. 

De forma didática e embasado em estudos científicos sérios e apresentados de forma simples, o livro nos leva a repensar tudo aquilo que diziam ser verdade nesta modalidade mais antiga que os Jogos Olímpicos. 

Ao terminar de ler a obra o leitor poderá questionar tudo o que  já ouviu falar sobre aspectos fundamentais da corrida sem medo. Baseado em extensa pesquisa bibliográfica,  veja bibliografia aqui, os autores prometem questionar certos paradigmas.

Índice


Prólogo
Capítulo 2: SOBRE A SEGURANÇA DO CORRER EM JEJUM
Capítulo 3: ALONGAMENTO E CORRIDA
Capítulo 4: HIDRATAÇÃO NA CORRIDA – beba conforme a sede
Capítulo 5: DESAQUECIMENTO (E VOLTA À CALMA) – para o que de fato serve?
Capítulo 6: TÊNIS DE CORRIDA, TIPOS DE PISADA, AMORTECIMENTO E AS LESÕES
Capítulo 7: EMAGRECIMENTO PELA CORRIDA - está longe de funcionar
Epílogo

* Bacharel em Esporte, Corredor, nasceu em 1977 em São Paulo. Formado pela Universidade de São Paulo em 2001, cursou depois Nutrição na mesma instituição. Durante sua carreira profissional foi colaborador, colunista e consultor de assuntos relacionados à corrida e ao atletismo para diversos veículos especializados. Foi proprietário e o treinador de uma das maiores assessorias de corrida do país e trabalhou ainda para empresas como adidas, Iguana Sports e ASICS.

Acesse página do Livro Aqui!

Descobertas sobre Obesidade e Doenças Crônicas

A Meta dos Cientistas do Pennington Biomedical Research Center é descobrir os fatores desencadeantes de doenças crônicas e melhorar a saúde humana em todas as fases da vida.


As recentes descobertas - BASES CIENTÍFICAS: 

  • Descoberto um novo gene que se comunica a partir do cérebro para outros órgãos para regular o armazenamento de gordura, uma descoberta que tem implicações importantes para o desenvolvimento de intervenções que previnem a obesidade 
  • Demonstrado que a língua humana possui células que podem detectar gordura, semelhante a nossa capacidade de detectar outros sabores (doce, azedo, amargo). Além de aumentar a nossa compreensão do que leva as preferências alimentares individuais, esta descoberta pode levar ao desenvolvimento de intervenções que reduzam o risco de obesidade em desenvolvimento em crianças e adultos 
  • Descobriu uma nova proteína que influencia a forma como a gordura é depositada no fígado e outros órgãos para produzir a resistência à insulina e síndrome metabólica. Esta informação está sendo usada para desenvolver novas intervenções para diabetes tipo 2 
  • Descoberto como as células-tronco podem ser produzidas a partir de células do tecido adiposo e, em seguida, convertido em células ósseas por cultivo, promovendo o osso. O desenvolvimento deste potencial terapêutico para a osteoporose tem implicações para outras doenças crônicas, como doença cardiovascular e doença de Parkinson 
  • Descobriram que um adenovírus humano associado com a obesidade induz as células de gordura para se multiplicar e, assim, aumentar o armazenamento de gordura, mas, ao contrário das expectativas do vírus aumenta a sensibilidade à insulina. Este achado está sendo usado por laboratórios de todo o mundo para entender, e espero que evitar, a obesidade em populações propensos à obesidade 
  • Descobriu que animais de laboratório geneticamente idênticos criados em um ambiente similar pode variar consideravelmente em seu nível de adiposidade, sugerindo que há influências supra-genéticos sobre a propensão de aumentar a gordura corporal. Estes dados estão levando a novas linhas de pesquisa ao redor do mundo para compreender as causas da obesidade e design abordagens mais personalizadas para prevenção da obesidade 

PESQUISA CLÍNICA 

  • Observado à frente, estudos apontam que os diabéticos podem alcançar mais de 8% de perda de peso e manter a maior parte do peso perdido, por mais de 4 anos com melhorias nos fatores de risco cardiometabólico 
  • Descobriu-se que um peptídeo lítico, ataca as células cancerosas, fornecendo trabalho de base para estudos humanos 
  • Descobriu-se que quando adultos de peso normal são colocados em dietas restritas calóricas, os marcadores indicam um potencial de maior longevidade - baixou a taxa metabólica, temperatura corporal, níveis sanguíneos de insulina, e exames de sangue que indicavam inflamação - tudo melhora.
  • É fato que a atividade física protege contra a tendência para armazenar uma quantidade excessiva de gordura, na presença de uma dieta rica em gordura 
  • Demonstrou-se em conjunto com 21 sites acadêmicos que a diabetes tipo 2 pode ser prevenida em indivíduos de alto risco: a perda de 7% do peso corporal e 150 minutos de atividade física por semana, produziu uma redução de 58% na taxa de conversão para diabetes 
  • Descobriu-se que a resposta de uma pessoa para o exercício regular é altamente individualizado e que vários genes e as diferenças de seqüência de DNA determinam o quanto se beneficia de um estilo de vida fisicamente ativo 
  • Descobriu-se que a combinação de exercícios aeróbicos com musculação melhora o controle da glicose no sangue do diabético, em maior medida do que qualquer atividade sozinho, uma descoberta que tem implicações importantes para tratamentos 
  • Mostrou-se que todas as principais dietas "populares", que visam proporções de carboidratos, proteínas e gorduras, têm efeitos iguais sobre a perda de peso a longo prazo e que o fator mais importante na obtenção de perda de peso, está no comportamento da pessoa aderir ao programa alimentar, seja qual for o tipo de dieta 
  • Desenvolveu-se, com outros centros médicos acadêmicos a dieta DASH, que é rica em frutas e vegetais e, em seguida, mostrou-se que a dieta é eficaz na redução da pressão arterial tanto quanto os medicamentos
  • Descobriu-se que quando comer demais, o excesso de calorias são o principal fator a aumentar a gordura corporal. Mais de proteína na dieta estava associado com um aumento das despesas de energia e aumento da massa corporal magra, bem como uma pequena, mas significativa redução na quantidade de gordura armazenada. 

POPULAÇÃO CIÊNCIA

  • Informou-se que, apesar de a região em que vivemos - Delta do Rio Mississippi inferior - tem altos índices de obesidade, há maiores taxas de fome e insegurança alimentar aqui do que em outras partes dos Estados Unidos 
  • Informou-se que as medições em 17 sistemas escolares mostraram alunos de Louisiana com uma das mais altas taxas de sobrepeso e obesidade nos Estados Unidos 
  • Demonstrou-se que a obesidade em crianças afro-americanas e brancas, prevê o desenvolvimento de problemas de saúde na idade adulta 
  • Demonstrou-se que as mudanças no ambiente escolar pode melhorar a atividade física e hábitos alimentares entre crianças do ensino fundamental e reduzir o risco de obesidade 
Fonte: https://www.pbrc.edu/about/discoveries/

Veja mais:

Desenvolvimento e Gestão do Blog: Zope Mídia

  © Free Blogger Templates 'Greenery' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP