Hipertensão - Dor de cabeça, Tontura e Sangramento


Dor de cabeça, Tontura e Sangramento podem ser sintomas de Hipertensão Arterial

Os sintomas atribuídos ao aumento da pressão são: dor de cabeça, cansaço, tonturas, sangramento pelo nariz, entre outros, porém esses podem não estar associados à pressão alta.

A hipertensão, uma das principais causas de ataque cardíaco e derrame cerebral, atinge cerca de 40 milhões de pessoas no Brasil. Apesar da gravidade das conseqüências da pressão alta, cerca de 90% dos hipertensos não seguem o tratamento prescrito pelos médicos, segundo o Ministério da Saúde, e um grande número de pessoas nem sabe que sofre do mal. O alerta é do cardiologista Jairo Lins Borges, do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, um dos centros de referência da América Latina.

Os idosos são os que mais sofrem com a pressão alta. Cerca de 60 a 70% da população de idosos, acima de 65 anos, tem hipertensão, segundo o Ministério da Saúde. Dr. Jairo Lins Borges explica que, com o avanço da idade, a artéria aorta (vasos sangüíneos que levam sangue arterial do coração para o cérebro) começa a calcificar-se e perder a elasticidade, o que faz com que a pressão máxima (pressão sistólica, igual ou superior a 140 mmHg) aumente progressivamente, enquanto a mínima (níveis de pressão diastólica, igual ou superior a 90 mmHg) mantenha-se estável ou até diminua.


"Essa diferença cada vez maior entre a máxima e a mínima gera um aumento significativo do risco cardiovascular e é conhecida como pressão de pulso. Esse perfil começa a se desenhar já a partir dos 50 anos de idade", afirma Borges.


O público jovem também sofre de hipertensão, mas os números são bem menores, provavelmente da ordem de 5% a 10%.

"No entanto, esse cenário está mudando porque os jovens estão engordando, comendo mais sal, açúcar e gordura e parando de praticar exercícios", diz Borges.

Com isso, segundo ele, o risco cardiovascular mais elevado está se deslocando para faixas etárias mais jovens, apesar de todo o conhecimento e recurso terapêuticos que se dispõe hoje.

Prevenção:

1. Ingerir alimentos o mais sem sal possível. Já existe sal em grande parte dos alimentos que consumimos. Como regra, não há necessidade de adição desse condimento.

2. Evitar ganhar peso, especialmente evitar o aumento da cintura abdominal, o que aumenta a pressão e o risco de desenvolver doenças cardiovasculares e diabetes.

3. Levar vida tranqüila. Corrigir as falhas de sua personalidade que levam ao estresse e evitar tensão excessiva nos ambientes em que vive.

4. Praticar alguma atividade física regularmente. O mínimo recomendável é andar 30 minutos de forma agradável e evitar as horas de maior calor do dia. O ideal é andar uma hora por dia, cinco a seis vezes por semana. Para os idosos ou mais fragilizados, a caminhada pode ser dividida em "duas prestações" de 20 a 30 minutos. Uma ao amanhecer e outra à tarde ou à noite.

5. Evitar o fumo.

Veja mais:


3 comentários:

Anônimo 10/21/2009  

gostei bastante,minha mae tá com esses sintomas mas nao quer ir no medico nem deixa de comer sal.
ela ja desmaiou na rua e foi pro hospital ele falou que ela tinha que se cuidar mas ela acha que só orando pra jesus ela vai ficar boa.ela nao confia nos medicos e nos remedios indicados por eles.
o que posso fazer pra que ela aconteça nada de ruim com ela.

Cris Cavasotto 10/21/2009  

O que posso dizer a você? Se sua mãe tem resistência a médicos, o problema pode ser a teimosia, não é verdade?! Mas já que é adepta da fé, inclua junto tratamentos naturais ou tente levá-la ao médico homeopáta que não trata com medicamentos. Também, pesquise sobre SUCO VERDE usos e propriedades. Talvez ela possa fazer uso. Boa sorte!

Anônimo 1/10/2014  

Deus cuida da alma, ela do corpo

Desenvolvimento e Gestão do Blog: Zope Mídia

  © Free Blogger Templates 'Greenery' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP