Como posso tratar artrite-artrose no joelho?

Série Perguntas & Respostas:

Primeiro busque um profissional médico que diagnostique exatamente qual é seu problema.

Posteriormente, pesquise sobre o assunto.

Veja, a osteoartrose é a forma de artrose mais comum em todo o mundo. É caracterizada por anormalidades na integridade da cartilagem articular e alterações no osso subjacente e nas margens da articulação. À doença sintomática nos joelhos ocorre em aproximadamente 6% dos adultos com mais de 30 anos (Pavelka, 2002).

Sua prevalência se correlaciona fortemente com a idade, sendo que de 30 a 80% dos indivíduos de 65 a 75 anos têm osteoartrose ou alguma evidência de osteoartrose em uma das articulações (Rovati, 1992; Vanucci, 2002), o que significa dizer, no mínimo, que cerca de 14,5 milhões de brasileiros padecem com esse mal.

A osteoartrose é quase uma conseqüência inevitável do processo de envelhecimento e está atrás apenas das doenças cardiovasculares na produção de incapacidade crônica grave.


Tipos de Artrose:

A osteoartrose pode ser dividida em duas grandes classes:

  • Primária ou Idiopática: apresenta manifestações clínicas em idade mais avançada e não tem causa aparente;
  • Secundária: tem início relativamente precoce e se associa a uma causa identificável como lesão traumática articular, anormalidades anatômicas, infecções,artrite pré-existente, neuropatias, anormalidades de desenvolvimento, alteração da matriz da cartilagem, alteração do osso subcondral e outras.

Pode ser classificado também segundo o número de articulações envolvidas. Assim temos as formas localizadas (mãos, pés, Joelhos, quadris, coluna) e generalizada ou poliarticular, quando afeta de forma simultânea três ou mais articulações (Magi, 7 997; Pipitone, 1 997; Reginster, 7 999).


O que acontece na articulação:

Durante o envelhecimento, várias alterações estruturais e bioquímicas ocorrem nos componentes da matriz cartilaginosa (proteoglicanos). Os glicosaminoglicanos são modificados qualitativamente, tendo a concentração do sulfato de queratan alterado e suas cadeias laterais mais curtos.

Essas alterações na estrutura da molécula de agrecano reduzem sua capacidade de reter moléculas de água, fazendo com que a cartilagem envelhecida tenho menos capacidade de hidratar-se e, portanto, menor resistência à compressão. Surgem então fissuras na cartilagem envelhecidas principalmente devidas os microfraturas na estrutura de colágeno. (Poole, 2202; Couchman, 2002)


Fatores de Risco:

Os fatores de risco para a osteoartrose podem estar relacionados a uma predisposição generalizada ao aparecimento da doença ou a um desequilíbrio biomecânico em uma articulação especifica. Assim temos como fatores de risco: hereditariedade, obesidade, hormônios (menopausa), outras doenças (gota, artrite reumatóide, etc) trauma, atividade profissional, deformidades articulares (genu varum e genu valgum).

Tratamentos:


  • Analgésicos para aliviar a dor
  • Cirurgia é recomendada somente em casos graves e severos. Os procedimentos cirúrgicos incluem troca de articulação por prótese, remoção de ossos e reparação da articulação ( raspagem e infiltração de substância que recompõe os condrócitos, que são células da cartilagem).
  • Exercícios que retirem o peso que o membro faz sobre a cartilagem patológica. Com a função de melhorar a qualidade do líquido sinovial, conseqüentemente, a nutrição da cartilagem melhorará. Exercícios na água são indicados.
  • É importante, não parar com a movimentação articular, para que a musculatura que exerce a sustentação esquelética não atrofie o que causará mais sobrecarga nas articulações.

Veja mais:

0 comentários:

Desenvolvimento e Gestão do Blog: Zope Mídia

  © Free Blogger Templates 'Greenery' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP